0

Caminhada “Sagração da Primavera”, Cinfães 2014

Caminhada “Sagração da Primavera” 2014

Como tínhamos divulgado anteriormente, nos eventos, ocorreu no passado dia 29 de Março de 2014 a caminhada “Sagração da Primavera” pela freguesia de Cinfães.

Percurso Serração da Primavera, Cinfães 27

Percurso Serração da Primavera, Cinfães

Evento Divulgado Anteriormente Em: Caminhada – Sagração da Primavera, Cinfães

Esta caminhada foi organizada pela Associação para a Defesa do Vale do Bestança e o seu percurso foi feito ao longo do Vale do Bestança, entre 8 a 10 quilómetros, com partida da Vila de Muros. Grau de dificuldade: médio.

O percurso é lindíssimo a revelar a beleza e calma da região, dá vontade de participar no próximo ano.

Ficam aqui algumas fotografias do percurso da caminhada “Sagração da Primavera“, esperemos que ao verem estas fotografias fiquem com vontade de participar no próximo ano tal como nós ficámos.

 

 

Vejam mais fotografias aqui: http://goo.gl/5MiTYq

 

SAGRAÇÃO DA PRIMAVERA

Tchekov, que tanto gostava de cerejais, havia de deslumbrar-se com a mutação cromática em curso na Cova da Beira. A Primavera é aqui um fenómeno fantástico, uma matéria solar que transforma boa parte da paisagem da Gardunha e dos campos do vale, num doce mar, batido pela brisa da montanha, onde a espuma das ondas é a neve branca das flores das cerejeiras, que se mostram em todo o seu esplendor.

Tenho uma pequena magnólia no meu quintal, e quando desabrocham as flores roxas, tão exuberantes nos ramos descarnados (penso que foi o poeta Jorge de Sousa Braga que fez este pequeno poema:“Magnólia: com a pressa de florir/esqueceu-se das folhas”) penso que é o primeiro sinal do novo tempo.

Caminhar por aquela encosta da Gardunha, entre o Souto da Casa e Alcongosta, onde os pomares conquistaram duramente a terra aos pinheiros ou ao mato silvestre, abrir os olhos para o vale do Alcambar são instantes que nos fazem sonhar, pois a paisagem, tocada por este sol que parece espreguiçar-se pelos dias onde todas as transparências acontecem, é uma invenção fantástica. Todos os anos, vou ao encontro daquele poema de Eugénio de Andrade em que ele celebrou “uma cerejeira em flor”, como se fosse o corpo do poema: “sentir o tempo fibra a fibra,/a tecer o coração de uma cereja”.

Andar, respirar, escutar as sinfonias dos pássaros, que é sempre surpreendente, descobrir pequenos detalhes que no chão de bosque que pisamos nos saltam do caminho, é aventura de viver, uma certa felicidade ao nosso alcance que, por estar à nossa beira, às vezes não conseguimos ver.

Andar no meio da luz, debaixo de um céu azul despido de nuvens, percorrer campos atapetados de verde e debruados de flores, é a minha sagração da Primavera. Mal nos descuidamos num olhar e já as árvores se estão a vestir de folhas, num canto renovador que não é outra coisa senão a renovação da vida.

E sempre a luz, na sua nova fulgurância, que marca o ciclo do tempo. Viver, respirar. Foi isso que, de certo modo, Vergílio Ferreira também anotou, quando escreveu: “A luz, a luz. A Primavera enviou já a sua mensagem e só é preciso estar atento para a não perder. Não é a luz sumarenta do Outono ou a luz pesada do Verão. É uma luz nítida e ainda fria dos gelos do Inverno. Recorta as coisas pelo seu limite e elas emergem inteiras do seu ser. Essencialidade da vida, é a altura de lavarmos nela as mãos e o olhar. “Só é preciso estar atento. Disse ele.

Fontes do texto: Fernando Paulo Louro

Eu Amo Viseu

Eu Amo Viseu é uma página criada com o objectivo de divulgar o distrito de Viseu. Não só a cidade de Viseu mas todo o distrito. Para isso contamos com a ajuda dos nossos fãs esperando que nos enviem fotografias, cartazes, e toda a infomação que acharem importante sobre as suas zonas de residência. Desta forma pretendemos criar um comunidade de grande dimensão no nosso distrito que esteja sempre a par de actividades, noticias, eventos, conheça os locais mais bonitos da região e muito mais.

Show Comments»