0

Incêndios e uma terra devastada

Porque não prevenir em vez de resolver?

Todo o país sofreu recentemente com os incêndios de grandes proporções que destruíram casas, fábricas, terrenos… Os incêndios mataram pessoas, animais, tiraram o sustento a muita gente e causaram muitos prejuízo.

O distrito de Viseu foi um dos mais castigados com este flagelo. A população de várias aldeias e vilas sentiram-se impotentes perante as chamas e fizeram tudo o que podiam para impedir o avanço das chamas, infelizmente nem sempre conseguiram.
Mas porque é que isto acontece?

Muita gente pergunta-se quem lucra com estas situações, quem devemos responsabilizar, quem deve assumir a culpa de tudo isto?

Embora sejam perguntas importantes e que devem ter respostas breves, penso que o mais importante é pensar em como se pode prevenir que volte a acontecer e o que pode ser feito para que, a acontecer, estas situações não tenham as mesmas proporções que tiveram este ano.

Uma amiga que vive no estrangeiro escreveu sobre o que encontrou na Austrália onde a prevenção de incêndios se torna mais importante do que a responsabilização. Lá adoptam medidas que também deviam ser aplicadas no nosso país de forma a ter resultados similares.

Incêndios 2017

Incêndios 2017

Aqui fica a sugestão da Marta para que possam perceber algo que pode ser feito antes que volte a acontecer.

Fogo, duas realidades tão diferentes

 

Faz-nos questionar os motivos de não existirem medidas deste género no nosso país quando as existem noutros países, porque é que aqui não prevenimos e só tentamos resolver algo que acontece todos os anos embora este ano com proporções muito mais catastróficas?

 

José Rodrigues

Show Comments»